Divulgação dos índices do mês maio/22 e Pretensão de compra para o Dia dos Namorados – Fundação IPEAD/UFMG

É com muita satisfação que o IPEAD/UFMG – Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de MG vem até este veículo de comunicação divulgar, em primeira mão, os resultados dos estudos/pesquisas realizadas no mês de maio de 2022. Destaques: – O custo de vida em Belo Horizonte, medido pelo IPCA, avançou, apresentando um aumento de 0,07% no mês de maio. O resultado foi obtido a partir da pesquisa de preços dos produtos/serviços que são agrupados em 11 itens agregados. Os maiores destaques, em termos de variação, foram as altas de 7,42% para Vestuário e complementos, 1,38% para Alimentos elaboração primária e 1,18% para Alimentos industrializados. No sentido oposto, destaca-se a queda de 8,39% para Alimentos in natura. – O produto de maior contribuição para o aumento no custo de vida em […]

Continue lendo...

Data Comemorativa – Dia dos namorados: mais gente vai comprar, mas gasto médio cai em BH

Levantamento da Fundação IPEAD mostra que 38,1% dos moradores da capital mineira devem presentear companheiro(a), mas preço médio não passa dos R$ 100 Mais gente interessada em comprar, mas com gastos menores. Esse é o panorama do dia dos namorados em Belo Horizonte neste ano. Conforme levantamento da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (IPEAD), vinculada à UFMG, 38,1% dos moradores da capital pretendem comprar na data – bem acima dos 31,9% do ano passado.  Em compensação, em 2021, o gasto médio orçado pelo consumidor era de R$ 105,22. Neste ano, por outro lado, o tíquete mediano fica em R$ 98,13 – uma queda de R$ 7,09.  “A gente tem uma melhora na pretensão das pessoas, a […]

Continue lendo...

Ipead/UFMG: BH registra alta na intenção de presentear no Dia das Mães e aumento no custo de vida com preço da alimentação

Desenvolvida anualmente pelo Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de MG (Ipead/UFMG), a pesquisa especial Pretensão de compra para o Dia das Mães de 2022, aplicada juntamente com o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) de Belo Horizonte, mostra que a maioria dos entrevistados, 59,52%, pretende presentear a mãe ou alguma pessoa próxima no Dia das Mães, comemorado neste domingo, dia 8 de maio, o que significa uma alta de 16,77% em relação ao ano passado. Dentre os consumidores que pretendem presentear, observou-se que o valor médio dos presentes a serem adquiridos em 2022 está superior ao de 2021, alta de 6,97%, sendo o valor médio apurado igual a R$95 neste ano, enquanto no ano anterior o valor foi de […]

Continue lendo...

Preço da gasolina contribui para a subida do custo de vida em BH

Combustível registra alta de 2,03% nos preços na capital mineira, enquanto cesta básica chega ao valor de R$ 716,26, conforme estudo divulgado pelo Ipead O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 0,86% em Belo Horizonte em abril, segundo estudo divulgado pelo Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Ipead), da UFMG. A gasolina comum, com alta de 2,03% nos preços, foi o produto que mais contribuiu para esse aumento. Alimentos industrializados (4,06%) e de elaboração primária (3,82%), além de vestuário e complementos (2,32%), apresentaram as maiores variações positivas. Também houve majoração em alimentação em restaurante (2,07%), saúde e cuidados pessoais (1,96%) e artigos de residência (1,26%). Em compensação, bebidas em bares e restaurantes sofreram queda de 1,22%. No […]

Continue lendo...

Inflação de BH avançou 0,86% em abril, aponta Ipead

Com uma alta de 11,54%, o tomate foi um dos principais pesos no aumento do custo da cesta básica na capital mineira | Crédito: Charles Silva Duarte/Arquivo DC O custo de vida, medido pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), teve alta em Belo Horizonte, apresentando variação de 0,86% no mês de abril, segundo pesquisa divulgada pelo Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais  (Ipead/UFMG). A inflação acumulada nos últimos 12 meses está em 11,33%, bem acima do centro da meta do Banco Central, de 3,5%. A cesta básica rompeu a barreira dos R$ 700, consolidando os alimentos como vilões do aumento de preços. O valor da cesta em abril foi de R$ 716,26, equivalente a […]

Continue lendo...

Divulgação dos índices de abril/2022 + Pretensão de compra para o Dia das Mães – Fundação IPEAD/UFMG

É com muita satisfação que o IPEAD/UFMG – Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de MG vem divulgar para toda sociedade e imprensa, em primeira mão, os resultados dos estudos/pesquisas realizadas no mês de abril de 2022. Destaques: – O custo de vida em Belo Horizonte, medido pelo IPCA, avançou, apresentando um aumento de 0,86% no mês de abril. O resultado foi obtido a partir da pesquisa de preços dos produtos/serviços que são agrupados em 11 itens agregados. Os maiores destaques, em termos de variação, foram as altas de 4,06% para Alimentos industrializados, 3,82% para Alimentos elaboração primária, 2,32% para Vestuário e complementos, 2,07% para Alimentação em restaurante, 1,96% para Saúde e cuidados pessoais, 1,26% para Artigos de residência. No sentido oposto, destaca-se a queda de 1,22% para Bebidas em bares […]

Continue lendo...

Ipead/UFMG: Páscoa tem alta expressiva em valor de ovos de chocolate, bacalhau e batata

Em Belo Horizonte, o aumento anual no preço médio dos ovos de Páscoa (13,69%) foi maior do que a inflação do período (10,83%). É o que demonstram os resultados da Pesquisa Especial da Páscoa, realizada anualmente pelo Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de MG (Ipead/UFMG) com objetivo de apresentar, de forma ampla e gratuita, informações estratégicas que possam subsidiar planos e ações dos consumidores no que se referem às compras de páscoa. Todos os dados podem ser conferidos no site do Ipead. O custo médio dos ovos de chocolate pesquisados está em torno de R$ 44,83 a unidade. A marca Lacta apresentou a menor variação de preços em relação aos praticados em 2021 (7,89%). Já a dispersão entre os valores mínimo e máximo dos ovos de Páscoa foi menor do que o apurado […]

Continue lendo...

Divulgação da pesquisa da Páscoa/2022 – Fundação IPEAD/UFMG

É com muita satisfação que o IPEAD/UFMG – Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de MG vem divulgar, em primeira mão, para toda a sociedade e imprensa os resultados das pesquisas realizadas no período março/abril de 2022, sobre a Páscoa. Destaques: O preço médio dos ovos de Páscoa subiu, em média, 13,69% em 2022, quando comparado com 2021, enquanto a inflação no período foi de 10,83%.   A marca Lacta apresentou a menor variação de preços em relação aos praticados em 2021 (7,89%). Em 2022, o preço médio dos bacalhaus aumentou, em média, 15,06% e dos peixes aumentou, em média, 4,68%. Salientamos que os responsáveis pelas pesquisas estão à disposição para esclarecer dúvidas, gravar matéria específica para seu veículo de comunicação e agendar inserções em programas ao vivo, caso haja interesse. Atenciosamente, […]

Continue lendo...

Ipead: BH vende posta de bacalhau 50% mais cara que em 2021

Quilo do saithe dessalgado subiu de R$ 48,68 para R$ 73,06 em apenas um ano, informa Ipead O preço médio do quilo da posta do bacalhau saithe aumentou 50,09% em Belo Horizonte em apenas um ano: de R$ 48,68 para R$ 73,06, informa levantamento do Instituto de Pesquisas Econômicas Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Ipead). O quilo do filé do mesmo produto também não fica para trás: subiu de R$ 49,82 para R$ 73,31, reajuste de 47%. O bacalhau porto, considerado o mais nobre, também ficou mais pesado para o bolso do consumidor neste ano, mas em proporções menores. O quilo da posta salgada aumentou 20,34% e é vendido, em média, a R$ 131,20. Já o quilograma do mesmo produto, só […]

Continue lendo...

Ipead: confiança do consumidor cresce 0,66% em BH no mês de março

Apesar da inflação ter desanimado, o consumidor acredita que as situações financeiras de sua família e do Brasil melhoraram. Emprego também pesou no crescimento O Índice de Confiança do Consumidor de Belo Horizonte teve alta de 0,66%, conforme pesquisa do Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Ipead/MG). O comparativo é feito com fevereiro. O índice medido mês a mês desde 2004 está em 33,94 pontos, levemente superior aos 33,72 medidos em fevereiro. Como continua abaixo da linha dos 50, o consumidor da capital mineira ainda analisa o quadro geral com pessimismo.  Em relação a março do ano passado, houve crescimento na confiança do consumidor de BH: 33,94 contra 29,01. Ainda assim, a pontuação deste ano está […]

Continue lendo...