Repercussão das pesquisas econômicas realizadas pelo IPEAD/UFMG em dezembro/2022 e o Balanço de 2022.

Repercussão das pesquisas do Índice de Confiança do Consumidor, Inflação e do Custo da Cesta básica em Belo Horizonte realizadas pelo IPEAD/UFMG, por meio da rádio Itatiaia. O áudio da matéria está disponível no link abaixo. Fonte: Rádio Itatiaia – Publicado em 06/01/2023 por Eustáquio Ramos.

Continue lendo...

Carestia – Inflação de BH fecha ano em 6,33%, com alimentos 33% mais caros; confira lista

Alimentos in natura, como carne, frutas, legumes e verduras, subiram quase seis vezes mais do que inflação; preço da passagem aérea disparou 99% em 2022 O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) da cidade de Belo Horizonte, que mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 40 salários mínimos, apresentou variação positiva de 1,05% em dezembro 2022. Assim, a inflação acumulada na capital, no ano passado, foi de 6,33%, acima da meta inflacionária do Banco Central, que é de 4,5%. Os resultados foram divulgados nesta sexta-feira (6) pela Fundação IPEAD/UFMG, mediante comparação dos preços médios praticados no período de 01 a 31 de dezembro de 2022 com os preços médios praticados entre 01 a 30 […]

Continue lendo...

Repercussão das pesquisas econômicas realizadas pelo IPEAD/UFMG em dezembro/2022 e o Balanço de 2022

A rádio Inconfidência repercutiu os resultados dos estudos econômicos realizados pela Fundação IPEAD/UFMG no mês de dezembro/2022 e o Balanço de 2022 . A matéria completa está disponível abaixo. Fonte: Rádio Inconfidência – Publicado em 09/01/2023 – Reportagem de Marcia Bueno.

Continue lendo...

Cesta básica fica 16,86% mais cara em BH; batata subiu 90% e leite, 37%; confira

O valor que a cesta fechou em dezembro/2022 foi de R$ 711,48, equivalente a 58,70% do salário mínimo O valor da cesta básica em 2022 disparou em Belo Horizonte impulsionado, claro, pela inflação dos alimentos. Segundo a Fundação IPEAD/UFMG, o custo da cesta básica, definida pelo Decreto-Lei 399/38, que representa os gastos de um trabalhador adulto com a alimentação, apresentou variação positiva de 16,86% em 2022. O valor que a cesta fechou em dezembro/2022 foi de R$ 711,48, equivalente a 58,70% do salário mínimo. O preço médio tinha fechado 2021 em R$ 608,81. A alimentação foi o grupo de maior peso na inflação de 2022, com alta de 16,62%. A forte variação de preço foi provocada principalmente pelos alimentos in natura (legumes, […]

Continue lendo...

Capital fecha ano com inflação acima de 6%; cesta dispara

Maior destaque, segundo a IPEAD, entre os produtos que contribuíram para a inflação no ano passado, foi o automóvel novo Belo Horizonte registrou nova inflação em dezembro. De acordo com os dados da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (IPEAD), o indicador de preços apontou avanço de 1,05%. O resultado do último mês do ano fez com que, em 2022, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) apresentasse variação positiva de 6,33%. Dentre os itens, o maior destaque entre os produtos que contribuíram para a inflação no ano passado foi o automóvel novo, com uma elevação de 16,69%. No sentido contrário, as reduções de impostos fizeram com que a gasolina segurasse o crescimento do IPCA na Capital, uma vez […]

Continue lendo...

IPCA – Inflação: custo de vida em BH sofre aumento de 1,05% em dezembro

No balanço anual, a inflação acumulada em 2022 chegou a 6,33%, sendo que a meta definida pelo Conselho Monetário Nacional era de 3,5% O Instituto de Pesquisas Econômicas e Administrativas (Fundação Ipead), da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), divulgou nesta sexta-feira (6/1) que o custo de vida em Belo Horizonte aumentou 1,05% no mês de dezembro, alavancado pela prestação de serviços odontológicos, que registraram um crescimento de 8,21%, seguido pelo automóvel novo e passagem aérea. No balanço anual, a inflação acumulada em 2022 chegou a 6,33%, sendo que a meta definida pelo Conselho Monetário Nacional era de 3,5%. O automóvel novo foi o maior destaque entre os produtos, com alta de 16,69%. Na sequência, aparecem custos com o empregado […]

Continue lendo...

Divulgação dos índices do mês dezembro/2022 e Balanço de 2022 – Fundação IPEAD/UFMG

É com muita satisfação que o IPEAD/UFMG – Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de MG vem até este veículo de comunicação divulgar, em primeira mão, para toda a sociedade e imprensa os resultados dos estudos/pesquisas realizadas no mês de dezembro de 2022 e a síntese dos resultados observados ao longo de todo o ano de 2022. Destaques dos estudos e pesquisas realizadas em dezembro de 2022: – O custo de vida em Belo Horizonte, medido pelo IPCA, apresentou avanço de 1,05%no mês. Os maiores destaques, em termos de variação, foram as altas de 4,49% para Vestuário e complementos, 2,45% para Alimentos industrializados, 1,93% para Alimentos elaboração primária, 1,33% para Alimentação em restaurante, 1,32% para Artigos de residência, 1,04% para Despesas pessoais e 1,02% para Saúde e cuidados pessoais. No sentido oposto, queda de preços, não […]

Continue lendo...

Mais da metade da população de BH vai presentear no Natal, diz pesquisa

Estudo da Fundação IPEAD da UFMG apontou que as lembranças, na grande maioria, podem superar os R$ 100 O consumidor de Belo Horizonte está animado com o Natal e pretende gastar mais neste ano, se comparado com 2021. Pesquisa feita pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis (IPEAD) da UFMG indicou que, em 2022, o número de consumidores que vão realizar compras natalinas é de 62,83%, ante aos 58,10% que presentearam no ano passado. O ticket médio na capital também subiu, segundo o estudo. Neste ano, 48% da população afirma que vai gastar mais de R$ 100. No ano passado, o percentual apurado foi de 35%. O crescimento ocorreu na contramão do número de consumidores que informaram um […]

Continue lendo...

IPEAD/UFMG: maior parte de moradores de BH tem intenção de dar presentes neste Natal

Capital mineira também registra, em novembro, uma alta no custo de vida, impulsionada pelo aumento na gasolina A maior parte dos moradores de Belo horizonte pretende presentear alguma pessoa no Natal, sendo esse percentual superior ao apurado em 2021. Além disso, o valor médio dos presentes a serem adquiridos em 2022 também está superior. As conclusões foram obtidas pelo Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de MG (IPEAD) da UFMG através da pesquisa Pretensão de compra para o Natal, que é aplicada em novembro juntamente com o Índice de Confiança do Consumidor de Belo Horizonte (ICC BH). O detalhamento pode ser conferido no site do IPEAD. Neste ano, 62,86% dos entrevistados afirmaram que pretendem presentear alguma pessoa no Natal, sendo esse […]

Continue lendo...

Inflação menor e 13º salário devem turbinar as compras de Natal em BH

Natal e férias à vista e 13º salário no bolso. Essa combinação de fim de ano anima os consumidores e eleva o otimismo dos lojistas. Apesar do alto custo de vida em 2022, a magia dessa época acaba contagiando os trabalhadores a saírem às compras. Seis a cada dez belo-horizontinos pretendem presentear alguma pessoa no Natal. Muitos garantem que o abono natalino será usado para pagar dívidas, mas outros não querem se privar e afirmam que vão gastar. A pretensão de compra aumentou 13,93% em novembro em relação a outubro na capital mineira.  É o que mostra levantamento do Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Ipead/UFMG) divulgada nesta sexta-feira (2). O resultado da pesquisa aponta que […]

Continue lendo...