Reajustes da gasolina e dos produtos da cesta básica lideram o aumento do custo de vida em BH

O IPEAD, por meio do Gerente de Pesquisa, Eduardo Antunes, concedeu entrevista para a rádio Itatiaia e repercutiu dados da pesquisa do Índice de Preços ao Consumidor de Belo Horizonte realizada no mês de agosto de 2021. Fonte: Rádio Itatiaia – Publicado em 03/09/2021 por João Felipe Lolli.

Continue lendo...

Impulsionado pelo preço da gasolina, custo de vida em BH tem nova alta, aponta pesquisa da UFMG

Com a alta nos preços da gasolina em Belo Horizonte, o custo de vida na cidade aumentou 0,44% no mês de agosto, conforme pesquisas realizadas pela UFMG. Os estudos do mês mostraram uma alta generalizada nos valores da capital mineira, seja nos itens de consumo ou nas taxas de juros, Selic e de captação. Os estudos completos do Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de MG (Ipead/UFMG) podem ser acessados aqui. De acordo com as pesquisas, a gasolina foi o item de maior contribuição para o aumento do custo de vida em BH de agosto, com alta de 2,06%. A alta também foi motivada pelos aumentos de 4,83% para “alimentos in natura”, de 2,61% para “alimentos industrializados”, de 2,14% para “vestuário […]

Continue lendo...

Divulgação dos índices do mês agosto/21 – Fundação IPEAD/UFMG

É com muita satisfação que o IPEAD/UFMG – Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de MG vem divulgar, em primeira mão, para toda a sociedade e imprensa os resultados dos estudos/pesquisas realizadas no mês de agosto de 2021. A seguir alguns destaques da divulgação: – O custo de vida em Belo Horizonte, medido pelo IPCA e pelo IPCR, aumentou 0,44% no mês de agosto. O resultado foi obtido a partir da pesquisa de preços dos produtos/serviços que são agrupados em 11 itens agregados, sendo os maiores destaques, em termos de variação, as altas de 4,83% para Alimentos in natura, de 2,61% para Alimentos industrializados, de 2,14% para Vestuário e complementos, de 1,47% para Alimentos elaboração primária e de 1,06% para Alimentação em restaurante. No sentido oposto, não houve destaques significativos. – O item de maior […]

Continue lendo...

Confiança do consumidor volta a subir em agosto

O IPEAD, por meio do Gerente de Pesquisa, Eduardo Antunes, concedeu entrevista para a Rádio Inconfidência sobre a pesquisa do Índice de Confiança do Consumidor de Belo Horizonte, ICCBH, realizada no mês de agosto de 2021.  Fonte: Rádio Inconfidência – Publicado em 26/08/2021 – Reportagem de Verônica Pimenta e colaboração de Gustavo Abreu.

Continue lendo...

Índice de confiança do consumidor apresenta melhora

Pelo quinto mês consecutivo, o Índice de Confiança do Consumidor de Belo Horizonte (ICC-BH) apresentou alta. Em agosto, a confiança subiu 1,91% e atingiu 37,22 pontos, sendo este o maior nível desde março de 2020. Apesar do aumento, o consumidor da Capital segue pessimista, já que o otimismo é registrado quando são superados os 50 pontos. Dentre os fatores que contribuíram para a redução do pessimismo estão a melhor percepção em relação à situação econômica do País e ao emprego. No ano, o ICC acumula alta de 4,57% e nos 12 meses de 2,6%. Os dados são da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Ipead). Por outro lado, em relação à inflação, a expectativa do […]

Continue lendo...

Divulgação da pesquisa do Índice de Confiança do Consumidor – agosto de 2021

É com muita satisfação que o IPEAD/UFMG – Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de MG vem divulgar, em primeira mão, para toda a sociedade e imprensa os resultados dos estudos/pesquisas realizadas no mês de agosto de 2021, sobre o Índice de Confiança do Consumidor. Destaques: O Índice de Confiança do Consumidor, ICC-BH, subiu 1,91% no mês de agosto, quinta alta consecutiva. O ICC-BH atingiu 37,22 pontos, sendo este o maior nível desde março de 2020. O Índice de Expectativa Econômica (IEE) apresentou alta de 5,18% em comparação com o valor do mês anterior, influenciado pela expressiva melhora na percepção dos consumidores sobre a Situação econômica do país e Emprego. O Índice de Expectativa Financeira (IEF), apresentou leve alta de 0,14% em comparação com o mês de julho.   Salientamos que os responsáveis pelas pesquisas estão à disposição para […]

Continue lendo...