Número de pessoas que pretendem presentear no Dia dos Namorados cai 10% em BH

Pesquisa da Fundação Ipead demonstra que apesar da queda, ticket médio a ser gasto pelos casais com presentes subiu 20% em 2024 O número de belo-horizontinos que estão dispostos a presentear no Dia dos Namorados neste ano caiu quase 10% na capital mineira. É o que aponta pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis (Ipead) da UFMG divulgada nesta segunda-feira (10/6). O levantamento aponta que, neste ano, o 12 de junho será celebrado com presentes para 37,39% dos casais. Em 2023, o percentual apurado foi de 41,43% em BH. Em consequência, o número de pessoas que responderam não pretender comprar subiu de 58,57% para 62,61%.  Por outro lado, conforme a pesquisa, houve aumento de 20% no ticket […]

Continue lendo...

Acompanhando a trajetória da SELIC, juros pagos pelos bancos aos clientes por suas aplicações caem em maio – Taxa de Juros Maio de 2024

A Fundação IPEAD divulga os resultados da pesquisa de Taxa de Juros, realizada no mês de maio de 2024. Destaques: – Cinco (05) das quatorze (14) taxas médias de juros cobradas pelos bancos nas operações com pessoas físicas no mês de maio apresentaram queda em relação ao observado no mês anterior. – Cai o custo de Cartão de crédito rotativo total (-3,64%), Aquisição de outros bens (-1,00%) e Cheque especial (-0,89%). – Entre as operações que apresentaram alta nas taxas de juros médias pode-se destacar a Construção Civil (Imóveis na planta) (52,63%). – Quanto às taxas cobradas pelos bancos nas operações com pessoas jurídicas, a maioria apresentou alta em relação ao mês anterior: Capital de giro (13,81%), Antecipação de faturas de cartão de crédito (1,96%) e Conta garantida (0,87%). – As taxas de juros de operações de captação apresentaram queda, […]

Continue lendo...

Inflação cresce 0,62% em Belo Horizonte, segundo Ipead

Em termos dos produtos/serviços que se destacaram neste período, as maiores altas de preços médios vieram do seguro voluntário de veículos e da gasolina comum A inflação em Belo Horizonte acelerou no quinto mês de 2024 na comparação com abril. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registrou alta de 0,62% em maio, variação maior que a verificada no mês anterior, cuja elevação foi de 0,24%, segundo levantamento da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Ipead), divulgada nesta quinta-feira (6). Esta foi a segunda alta mais expressiva do ano até o momento, só perdendo para janeiro, segundo o consultor da Fundação Ipead, o economista Diogo Santos. No primeiro mês de 2024, a elevação do […]

Continue lendo...

Repercussão da pesquisa do Custo da Cesta Básica do mês de maio de 2024

O IPEAD/UFMG por meio do economista Diogo Santos concedeu entrevista a Rádio Inconfidência e repercutiu a pesquisa do Custo da Cesta Básica referente ao mês de maio de 2024. Fonte: Rádio Inconfidência – Repórter Inconfidência AM e FM – Publicado em 07/06/2024 – Reportagem Leandro Siqueira.

Continue lendo...

Repercussão da pesquisa de Pretensão de compra para o Dia dos Namorados 2024

O IPEAD/UFMG, por meio do economista Diogo Santos concedeu entrevista a Rádio Inconfidência e repercutiu os resultados da pesquisa de Pretensão de compra para o Dia dos Namorados de 2024.  Rádio Inconfidência – Repórter Inconfidência AM e FM – Publicado em 06/06/2024  – Redação Gustavo Abreu – Locução Renato Silveira.

Continue lendo...

Custo da cesta básica em BH apresenta redução pelo quarto mês consecutivo

A Fundação IPEAD divulga os resultados da pesquisa de custo da cesta básica em Belo Horizonte realizada no mês de maio de 2024. Destaques: – Custo da cesta básica apresenta queda em maio de 0,17% e passa a custar R$ 718,34. – O custo da cesta básica em BH registrou alta acumulada de 2,43% em 12 meses. – Os principais responsáveis pela queda do custo da cesta básica foram o Tomate (-8,60%), o Chã de dentro (-2,25%) e o Feijão carioquinha (-1,30%). Salientamos que os responsáveis pelas pesquisas estão à disposição para esclarecer dúvidas, gravar matéria específica para seu veículo de comunicação e agendar inserções em programas ao vivo, caso haja interesse. Atenciosamente, Renato Mogiz SilvaEconomista – Superintendente GeralFundação IPEAD/UFMG – Fundação Instituto de PesquisasEconômicas, Administrativas e Contábeis de MG(31) 3409-7110 / (31) 98419-9802www.ipead.face.ufmg.br

Continue lendo...

Inflação de BH acelera em maio: gasolina é o maior destaque

A Fundação IPEAD divulga os resultados dos índices de inflação em Belo Horizonte de maio de 2024. Destaques: – O custo de vida em BH, medido pelo IPCA-BH, sobe 0,62% em maio contra 0,44% em abril de 2024. – Inflação sentida pelas famílias de 1 a 5 salários mínimos, captada pelo IPCR, sobe 0,67% em maio contra 0,46% em abril de 2024. – Preços da Gasolina comum, Seguro voluntário de veículos e Refeição fora de casa contribuem para alta da inflação. – Queda nos Preços da Banana prata, Cortina e Dentista ajudaram a segurar a inflação. – Inflação acumulada nos últimos 12 meses pelo IPCA BH está em 6,04% e pelo IPCR está em 5,02%. Salientamos que os responsáveis pelas pesquisas estão à disposição para esclarecer dúvidas, gravar matéria específica para seu veículo de comunicação e agendar inserções em programas ao vivo, caso haja interesse. Atenciosamente, Renato Mogiz SilvaEconomista – Superintendente GeralFundação IPEAD/UFMG – […]

Continue lendo...

Entenda como o reajuste dos planos de saúde afeta a inflação e o bolso do consumidor

Agência Nacional de Saúde (ANS) definiu um reajuste máximo de 6,91% nos preços dos planos de saúde A Agência Nacional de Saúde (ANS) divulgou, nesta terça-feira (4), o reajuste máximo de 6,91% nos preços pagos pelo consumidor aos planos de saúde individual e familiar. O novo valor é quase o dobro da inflação medida nos últimos doze meses, quando o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ficou próximo de 3,69%. Para a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas Administrativas (Ipead), em Belo Horizonte, o reajuste terá impacto de 0,26% em relação ao IPCA e de 0,14% em relação ao Índice de Preços ao Consumidor Restrito (IPCR) da capital. O reajuste dos planos é válido entre maio de 2024 e abril de […]

Continue lendo...