Preços refletem no humor do consumidor

O sinal continua amarelo. Os números da inflação de janeiro em Belo Horizonte, divulgados pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis (Ipead) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), indicam que 2019 ainda vai exigir de consumidores, governo e empresas controle e austeridade. A inflação da Capital aumentou em 1,87% em janeiro, de acordo com o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a evolução dos gastos das famílias com renda de um a cinco salários mínimos. O índice já refletiu no humor do consumidor. O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) referente a janeiro de 2019, resultado das entrevistas realizadas entre os dias 1º e 29 de janeiro, alcançou 39,27 pontos, apresentando uma queda de […]

Continue lendo...

Capital abre 2019 com inflação de 1,87%

Depois de encerrar o ano passado com inflação de 4,59%, acima do centro da meta, Belo Horizonte iniciou 2019 com alta nos preços. A inflação da Capital aumentou em 1,87% em janeiro, de acordo com o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a evolução dos gastos das famílias com renda de um a cinco salários mínimos. Os dados foram divulgados ontem pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis (Ipead) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). De acordo com a pesquisa, dos grupos avaliados, a maior alta veio dos produtos não alimentares, que englobam gastos com habitação e itens pessoais, com crescimento dos preços de 2,75% no mês. Logo em seguida, o conjunto de alimentação […]

Continue lendo...

Divulgação índices do mês de janeiro de 2019 + Pesquisa Especial: Material Escolar – Fundação IPEAD/UFMG

O IPEAD/UFMG – Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de MG divulgou (07/fev) em primeira mão, os resultados dos estudos/pesquisas realizadas no mês de janeiro de 2019 e disponibiliza profissionais especialistas para atender às suas demandas e prestar os esclarecimentos necessários. Destaques: Pesquisa especial constata que 88,89% dos entrevistados que tiveram gastos com material escolar em 2019, pretenderam adotar alguma estratégia para economizar na hora da compra. As estratégias mais citadas para economizar em 2019 foram: “Pesquisar preços em diferentes estabelecimentos”(77,78%) e “Reutilizar material escolar do ano anterior” (71,77%), assim como ocorreu em 2018, 2017 e 2016. As componentes “Emprego” e “Situação Econômica do País” foram as que mais contribuíram para a queda do ICC-BH do mês de janeiro, com variação igual -0,38 do índice geral. O item Situação Financeira da Família em Relação ao Passado também apresentou […]

Continue lendo...

Consumidores demonstram estar mais confiantes na economia

Registrando alta de 5,5% em 2018 no comparativo com 2017, o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) mostra que os consumidores de Belo Horizonte estão menos pessimistas. Segundo o Ipead/UFMG, o ICC chegou a 39,42 pontos em dezembro de 2018. Apesar da melhora, como o valor encontra-se abaixo de 50, ainda mostra pessimismo. Na passagem de novembro para dezembro, o indicador subiu 2,66%. Um dos fatores apontados como responsável pela melhora é o chamado efeito eleição, ou seja, com a mudança do governo houve aumento da confiança do consumidor. “O ano de 2018 mostrou uma recuperação gradativa do humor dos consumidores, fechando o mês de dezembro com o maior índice dos últimos 46 meses, desde março/2015 não era observado um […]

Continue lendo...