Consumidor está mais confiante em BH

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) de Belo Horizonte, medido pela Fundação Ipead/UFMG, apresentou a terceira alta consecutiva em agosto, com aumento de 2,42%, sendo a pretensão de compra o componente que mais contribuiu para a melhora do humor dos consumidores belo-horizontinos. Apesar do aumento, o índice alcançou somente 37,8 pontos, mantendo-se abaixo de 50 pontos, o que indica pessimismo. No ano, foi registrada queda de 4,09% e, em 12 meses, alta de 7,97%.Dos componentes do indicador, o Índice de Expectativa Econômica (IEE) subiu 2,10% frente a julho, influenciado pela melhora na percepção da situação econômica do País, com alta de 8,09%. No ano, essa percepção teve piora de 8,02% e em 12 meses, avanço de 33,6%.  No mês, […]

Continue lendo...

Divulgação dos índices do mês de agosto de 2019 – Fundação IPEAD/UFMG

Bom dia, É com muita satisfação que o IPEAD/UFMG – Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de MG vem até este veículo de comunicação divulgar, em primeira mão, os resultados dos estudos/pesquisas realizadas no mês de agosto de 2019 e disponibiliza profissionais especialistas para atender às suas demandas e prestar os esclarecimentos necessários. Destaques: O custo de vida em Belo Horizonte, medido pelo IPCA e pelo IPCR, subiu 0,22% no mês de agosto/2019 ao ser comparado com o mês de julho. O resultado foi obtido a partir da pesquisa de preços dos produtos/serviços que são agrupados em 11 itens agregados. Os maiores destaques do mês, em termos de variação, foram as altas de 3,21% para Saúde e cuidados pessoais e de 1,13% para Produtos administrados. O mês de agosto permaneceu com a inflação acumulada nos […]

Continue lendo...

IPCA registra alta de 0,68% em julho em Belo Horizonte

O período de férias escolares impactou o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de Belo Horizonte no mês de julho. Com um aumento de 27,53%, as excursões representaram a maior contribuição para a variação positiva de 0,68% do índice geral na quarta quadrissemana do mês. A tarifa de energia elétrica residencial também ajudou a impulsionar o IPCA e, de acordo com os dados da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Ipead), registrou aumento de 2,39% no período com uma contribuição de 0,08 p.p. na variação do índice. A coordenadora de pesquisa e desenvolvimento da Fundação Ipead, Thaize Martins, destaca que esse é um efeito esperado devido à sazonalidade. “A alta temporada de viagens faz […]

Continue lendo...

BH fecha julho com alta de 0,68% na inflação, segundo Ipead

Custo de vida fechou a quarta semana do mês com ligeira baixa em relação ao apurado na terceira quadrissemana, que marcou 0,71% de alta O mês de julho encerrou com inflação de 0,68% em Belo Horizonte, segundo dados divulgados nesta sexta-feira pelo Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de MG da Universidade Federal de Minas Gerais (Ipead/UFMG). O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) é referente à quadrissemana de julho e considera todas as semanas anteriores e considera os gastos de famílias com renda de um a 40 salários mínimos.  Ainda de acordo com Ipead, para famílias com renda de até cinco salários o custo de vida ficou menos caro, com elevação de 0,36%. A inflação acumulada dos últimos 12 meses ficou em 3,98%, portanto, dentro da meta estabelecida […]

Continue lendo...

Divulgação dos índices do mês de julho de 2019 – Fundação IPEAD/UFMG

Boa tarde,  É com muita satisfação que o IPEAD/UFMG – Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de MG vem até este veículo de comunicação divulgar, em primeira mão, os resultados dos estudos/pesquisas realizadas no mês de julho de 2019 e disponibiliza profissionais especialistas para atender às suas demandas e prestar os esclarecimentos necessários.  Destaques: O custo de vida em Belo Horizonte, medido pelo IPCA e pelo IPCR, subiu 0,68% no mês de julho/2019 ao ser comparado com o mês de junho. O resultado foi obtido a partir da pesquisa de preços dos produtos/serviços que são agrupados em 11 itens agregados. Os maiores destaques do mês, em termos de variação, foram as as altas de 1,94% para Vestuário e complementos o e de 1,89% para Despesas pessoais. O mês de julho permaneceu com a inflação […]

Continue lendo...

Prato feito e ovo extra na corrida dos preços

Para a dona de casa que tenta encaixar, aqui e acolá, a lista de compras no orçamento da família, são preços quase que pela hora da morte Num dos circuitos mais conhecidos do prato feito  em Belo Horizonte, – o Hipercentro da capital –, os preços decolaram acompanhando o voo indesejável, neste ano, do feijão, da batata-inglesa e, mais recentemente, do ovo de galinha. Esse tão admirado substituto da carne, que também já enfrentou seus picos em 2019, agora, não tem pudor de apertar o bolso do cliente. A tradicional refeição do mineiro, e, claro, do brasileiro, incluindo o arroz com feijão, couve, macarrão e um ovo frito,  põe na mesa a conta de R$ 17. O freguês que desejar […]

Continue lendo...

Pesquisa especial Dia dos Pais

A Rádio Inconfidência por meio da repórter Desirée Miranda, entrevistou Thaize Martins, Coordenadora de Pesquisa e Desenvolvimento da Fundação IPEAD-UFMG, e repercutiu a pesquisa especial do Dia dos Pais. Clique abaixo e ouça a entrevista completa: Fonte: Rádio Inconfidência – Publicado em 23/07/2019 por Desirée Miranda.

Continue lendo...

Dia dos Pais – Pesquisa mostra que menos filhos vão comprar presente pra comemorar data

A TV Globo Minas por meio do MG2 entrevistou a Coordenadora de Pesquisa e Desenvolvimento do IPEAD, Thaize Martins, e repercutiu (27/julho) a pesquisa especial de Pretensão de compra para o Dia dos Pais deste ano. Clique abaixo e assista a entrevista completa: Fonte: TV Globo Minas por meio MG2 – Edição de sábado, 27/07/2019.

Continue lendo...

Dia dos Pais ‘magrinho’: só 41% dos consumidores de BH irão presentear neste ano

Pesquisa realizada pelo IPEAD – Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais – aponta que apenas 41,9% dos consumidores de Belo Horizonte pretendem presentear no Dia dos Pais. O percentual é o mais baixo dos últimos quatro anos. O valor médio dos presentes também diminuiu, passando de R$ 91,19 para R$ 86,08. Apesar da baixa no valor médio, a maioria dos belo-horizontinos que pretende comprar presentes no Dia dos Pais (36%) espera gastar entre R$ 101 e R$ 150. O percentual é mais alto que o registrado em 2018, quando 35% dos consumidores da capital pretendiam desembolsar esse valor. O orçamento é mais reduzido para 27% dos entrevistados pelo IPEAD, que pretendem gastar até R$ 50 com cada presente para o Dia […]

Continue lendo...