Isolamento durante pandemia de coronavírus leva cesta básica em Minas ao maior valor da história

Pesquisa do Ipead diz que o custo da cesta básica chegou a 46% do salário mínimo e aponta queda de 18% no índice de confiança do consumidor, o que representa maior pessimismo da série histórica. O Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Ipead) divulgou pesquisa que mostra que a cesta básica ficou mais cara em abril. A principal explicação para esta alta é o isolamento social, que provocou aumento da demanda de muitos produtos. O custo da cesta básica, que representa o gasto de um trabalhador adulto com alimentação, teve alta de 1,07% de março pra abril. Com isso, o valor chegou a R$ 481,54 – equivalente a 46% do salário mínimo, que hoje está em R$ 1.045. […]

Continue lendo...

Repercussão das pesquisas realizadas pelo IPEAD/UFMG

A Rádio América entrevistou, ao vivo, a Coordenadora de Pesquisa e Desenvolvimento do IPEAD, Thaize Martins, e repercutiu todas as pesquisas divulgadas pela fundação na quarta-feira (06/05/2020). Ente elas, podemos destacar, a pesquisa de Pretensão de compra para o Dia das Mães. Os resultados permitem ao empresário do comércio varejista mineiro avaliar as opiniões e as expectativas dos consumidores em tempo real com o objetivo de planejar melhor o seu negócio em termos de estoques, contratações, investimentos, dentre outros. Destaca-se que excepcionalmente neste ano, a pesquisa da pretensão de compra para o dia das Mães foi totalmente realizada por telefone, em consonância com as medidas de combate à pandemia do Covid-19, orientada pelos órgãos oficiais. Ouça a entrevista completa clicando […]

Continue lendo...

IPCA tem queda mas preços dos alimentos aumentam na capital

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de Belo Horizonte apresentou um recuo de 0,08% em abril na comparação com o mês de março. Os dados foram divulgados pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais da Universidade Federal de Minas Gerais (Ipead/UFMG). Apesar de o número mostrar uma leve queda nos preços no mês passado, mesmo em meio à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a coordenadora de pesquisa da fundação, Thaíze Martins, afirma que esse resultado requer uma leitura diferenciada. De acordo com ela, embora a inflação geral tenha ficado praticamente estável, quando se analisa os grupos específicos, é possível notar os efeitos claros da pandemia. Os dados revelam que o grupo alimentação apresentou […]

Continue lendo...

Dia das Mães: em BH, menos da metade dos filhos pretende presentear

Estudo do Ipead/UFMG aponta queda de 37% da intenção de compra em relação ao ano passado, consequência do coronavírus Menos da metade dos filhos pretende presentear neste Dia das Mães, aponta pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Ipead/UFMG). O cenário é bem diferente do registrado no ano passado. Segundo o estudo, 47,62% dos entrevistados afirmaram que vão comprar presente pra celebrar a data, que será comemorada no domingo (10). Foram os desdobramentos da pandemia do coronavírus que motivaram esta situação, que afeta ainda mais os comerciantes, que têm o Dia das Mães como uma das datas mais lucrativas. Com a queda de 37% da intenção de compra em relação a 2019, o setor […]

Continue lendo...

Divulgação índices do mês de abril de 2020 + Pesquisa especial Dia das Mães – Fundação IPEAD/UFMG

É com muita satisfação que o IPEAD/UFMG – Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de MG vem divulgar, em primeira mão, para toda a sociedade e imprensa os resultados dos estudos/pesquisas realizadas no mês de abril de 2020, incluindo a pesquisa especial sobre a pretensão de compra para o Dia das Mães. A Fundação disponibiliza profissionais especialistas para atender às suas demandas e prestar os esclarecimentos necessários.  Destaques: Neste período foi realizada uma pesquisa especial sobre a pretensão de compra para o Dia das Mães, que se mostrou estar menos aquecido em relação à 2019. Para o comércio, que tem essa data como uma das mais esperadas do ano, é previsto um movimento bem inferior, com uma queda de 37% na intenção de presentear, devido à situação de pandemia do Covid-19 vivida neste momento. Dentre […]

Continue lendo...

Belo Horizonte fecha março com inflação de 0,18%

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) não teve efeitos diretos observados pela pesquisa mensal de inflação da Fundação Ipead/UFMG, que registrou um aumento de 0,18% no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em março, em Belo Horizonte, na comparação com fevereiro. O número é, inclusive, menor do que o apurado em igual período de 2019 (0,52%). Contudo, conforme destaca a coordenadora de pesquisa e desenvolvimento da entidade, Thaize Martins, o período de fechamento do comércio foi na segunda quinzena do mês passado. No período anterior, portanto, tudo transcorria em caráter de normalidade. “A pesquisa não retratou nenhum impacto imediato dessa situação. Houve um comportamento mais natural dos preços, sem grandes interferências em razão da pandemia”, disse ela. Em relação […]

Continue lendo...

Divulgação índices do mês de março de 2020 – Fundação IPEAD/UFMG

É com muita satisfação que o IPEAD/UFMG – Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de MG vem divulgar, em primeira mão, para toda a sociedade e imprensa, os resultados dos estudos/pesquisas realizadas no mês de março de 2020 e disponibiliza profissionais especialistas para atender às suas demandas e prestar os esclarecimentos necessários. Destaques: O custo de vida em Belo Horizonte, medido pelo IPCA e pelo IPCR, apresentou aumento de 0,18% no mês de março/2020 ao ser comparado com o mês de fevereiro. O resultado foi obtido a partir da pesquisa de preços dos produtos/serviços que são agrupados em 11 itens agregados. Os maiores destaques do mês, em termos de variação, foram as altas de 4,47% para Vestuário e complementos e de 2,74% para Alimentos in natura. No sentido oposto destacou-se a queda de 1,46% […]

Continue lendo...

Inflação recua, mas cesta básica sobe quase 10% na capital em janeiro

Levantamento realizado em fevereiro pelo Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis da Universidade Federal de Minas Gerais (Ipead/UFMG), divulgado nessa terça-feira (3), mostra queda no custo de vida da capital em janeiro. Mas aponta inflação acumulada em 12 meses ainda bem acima da meta fixada pelo Conselho de Política Monetária do Banco Central. Além disso, conforme a pesquisa, a cesta básica na cidade apresenta elevação de 9,13% em um ano, quase o dobro da referida inflação.Segundo o Ipead, a inflação de fevereiro, medida pelo IPCA e o IPCR calculados com base na evolução de preços de 11 produtos e serviços, recuou 0,17% em relação ao mês anterior. Os maiores destaques, em termos de variação, foram as quedas de 3,22% […]

Continue lendo...

IPCA registra queda de 0,17% em fevereiro em Belo Horizonte

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em Belo Horizonte apresentou uma queda de 0,17% em fevereiro na comparação com janeiro. Os dados foram divulgados pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais da Universidade Federal de Minas Gerais (Ipead/UFMG) nessa terça-feira (3). De acordo com a coordenadora de pesquisas da entidade, Thaize Martins, o decréscimo já é esperado para fevereiro. Ela afirma que em 2019, por exemplo, o recuo para o mês foi de 0,24%, de -0,44% em 2018 e de -0,43% em 2017. “Esse é um comportamento esperado para o mês de fevereiro porque em janeiro, em geral, os valores sobem muito”, ressalta Thaize Martins. O item energia elétrica foi o que mais […]

Continue lendo...

Custo de vida em BH cai pela primeira vez em nove meses

Calculado pela Fundação Ipead/UFMG, o IPCA da capital mineira registrou queda de 0,17% em fevereiro em relação a janeiro. Redução nos preços dos produtos de vestuário contribuiu para a deflação O custo de vida em Belo Horizonte caiu pela primeira vez em nove meses. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) da capital mineira diminuiu 0,17% em fevereiro em relação a janeiro. A última queda havia sido registrada em abril de 2019, quando o índice retraiu 0,07%. Porém, o IPCA da cidade acumula alta de 1,09% no ano e de 4,68% nos últimos 12 meses. O índice de inflação de BH foi divulgado nesta terça-feira pela Fundação Ipead/UFMG, e mede a variação dos gastos das famílias com renda entre um e 40 salários-mínimos.  A queda nos preços dos produtos […]

Continue lendo...