Repercussão das pesquisas da Inflação e da Cesta Básica

O IPEAD/UFMG, por meio da Coordenadora de Pesquisa e Desenvolvimento, Thaize Martins, concedeu entrevista para a rádio Inconfidência e repercutiu as pesquisas da Inflação e da Cesta Básica realizadas em janeiro/2021. Fonte: Rádio Inconfidência  – Publicado por Dezirê Miranda em 04/02/2021.

Continue lendo...

Repercussão das pesquisas da Inflação e da Cesta Básica

O IPEAD/UFMG, por meio da Coordenadora de Pesquisa e Desenvolvimento, Thaize Martins, concedeu entrevista para a rádio BandNews BH e repercutiu as pesquisas da Inflação e da Cesta Básica realizadas em janeiro/2021. Fonte: Rádio BandNews BH – Publicado em 04/02/2021 por Pedro Nascimento

Continue lendo...

Três meses após ultrapassar os R$ 500, cesta básica chega a R$ 576,32 em BH

Em janeiro, tomate ficou 20,21% mais caro e contribuiu para aumento do custo da cesta na cidade Depois de encerrar 2020 acima da meta estabelecida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), em 5,03%, a inflação em Belo Horizonte começou 2021 em alta. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) da cidade cresceu 0,93% em janeiro, com destaque para o aumento de alimentos in natura (4,05%), bebidas em bares e restaurantes (3,30%) e alimentação em restaurantes (3,04%). Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (4) pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Ipead/ UFMG). “A inflação segue uma tendência de alta, mas o mês de janeiro já é característico de inflação alta, normalmente é o mês com […]

Continue lendo...

Inflação sobe 0,93% em janeiro na Capital com pressão dos alimentos

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em Belo Horizonte, apresentou um crescimento de 0,93% em janeiro na comparação com o mês de dezembro. Com a variação positiva, a inflação acumulada nos últimos 12 meses subiu para 4,7%. Ao longo de janeiro, o aumento da inflação da capital mineira foi puxado, principalmente, pelo grupo de alimentação, com alta de 1,66% no período. Além da alta no IPCA, em janeiro, o preço da cesta básica aumentou pela sexta vez consecutiva, ficando 1,68% mais cara e elevando para 25,54% o incremento acumulado nos últimos 12 meses.  A tendência é de manutenção dos preços atuais ou nova alta já que não existe sinalização de mudanças no cenário econômico para fevereiro. Os dados […]

Continue lendo...

Cesta básica tem o sexto mês de alta em Belo Horizonte

O IPEAD/UFMG, por meio da Coordenadora de Pesquisa e Desenvolvimento, Thaize Martins, concedeu entrevista para a rádio Itatiaia e repercutiu dados da pesquisa da cesta básica realizada em janeiro/2021 em Belo Horizonte. Ouça o áudio clicando abaixo: Fonte: Rádio Itatiaia – Publicado em 04/02/2021 por Patrick Vaz.

Continue lendo...

Divulgação dos índices do mês de janeiro de 2021 – Fundação IPEAD/UFMG

É com muita satisfação que o IPEAD/UFMG – Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de MG vem divulgar, em primeira mão, para toda a sociedade e imprensa os resultados dos estudos/pesquisas realizadas no mês de janeiro de 2021. A Fundação disponibiliza profissionais especialistas para atender às suas demandas e prestar os esclarecimentos necessários. Destaques: O custo de vida em Belo Horizonte, medido pelo IPCA e pelo IPCR, avançou no primeiro mês do ano, ao ser comparado com dezembro/2020, apresentando um aumento de 0,93% no mês de janeiro. O resultado foi obtido a partir da pesquisa de preços dos produtos/serviços que são agrupados em 11 itens agregados, sendo os maiores destaques, em termos de variação, as altas de 4,05% para Alimentos in natura, de 3,30% para Bebidas em bares e restaurante e de 3,04% […]

Continue lendo...

Inflação em alta

O IPEAD/UFMG, por meio da Coordenadora de Pesquisa e Desenvolvimento, Thaize Martins, concedeu entrevista para a TV Rede Minas / Opinião Minas e repercutiu o balanço anual de 2020 e comparativo com anos anteriores. Acompanhe a entrevista completa disponível abaixo. Fonte: TV Rede Minas / Opinião Minas – Publicado em 12/01/2021 por Lorena Mendonça.

Continue lendo...

Alimentos foram os vilões da inflação de BH em 2020

O grupo alimentação, com alta de 9,49%, contribuiu para a inflação de 5,03% na capital mineira no ano passado Os alimentos fecharam 2020 como os grandes vilões do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação de Belo Horizonte. Segundo dados divulgados nesta quarta-feira (06/01) pela Fundação Ipead/UFMG, a capital mineira terminou o ano com uma inflação de 5,03%, pressionada pela alta de 9,49% do grupo alimentação. Já os itens que mais pesaram para o aumento da inflação, no acumulado do ano passado, pertencem ao grupo dos produtos não alimentares (automóvel novo, excursões e empregado doméstico), com alta de 4,21%. Enquanto o grupo alimentação tem peso de 1,45 ponto percentual no índice total, o não-alimentar contribui com 3,58 p.p, representando 71,12% da contribuição total de 2020. Preços nos bares caem Em 2020, quatro de […]

Continue lendo...

Repercussão dos índices do balanço anual de 2020 e comparativo com anos anteriores – Fundação IPEAD/UFMG

O IPEAD/UFMG, por meio da Coordenadora de Pesquisa e Desenvolvimento, Thaize Martins, concedeu entrevista para a rádio BandNews BH e repercutiu o Balanço das pesquisas de 2020 e o comparativo com anos anteriores. Fonte: Rádio BandNews BH – Publicado em 11/01/2021 por Gabriele Álvares.

Continue lendo...