Preços de produtos de sacolão têm queda leve, mas variação chega a 400%

Boa tarde, A Rádio Itatiaia entrevistou a Coordenadora de Pesquisa e Desenvolvimento da Fundação IPEAD, Thaize Martins, e repercutiu uma prévia do resultado da Inflação do mês de setembro. Clique abaixo e ouça a entrevista completa: Fonte: Rádio Itatiaia – Publicado em 30/09/2019 por meio do repórter Cléber Ribeiro.

Continue lendo...

Repercussão das pesquisas da Fundação IPEAD-UFMG do mês de agosto de 2019

Bom dia, A rádio Band News MG entrevistou a Coordenadora de Pesquisa e Desenvolvimento da Fundação IPEAD (06/set), Thaize Martins, e repercutiu os dados das pesquisas realizadas no mês de agosto. Alguns destaques: – A inflação em Belo Horizonte no mês de agosto ficou em 0,22% na comparação com o mês de julho;  – O Índice de Confiança do Consumidor de Belo Horizonte – ICCBH apresentou melhora em agosto em relação ao mês de julho,porém continua na faixa do pessimismo com 37,8 pontos. Clique abaixo e ouça a entrevista completa: Fonte: Rádio Band News MG em 06/09/2019.

Continue lendo...

Plano de saúde, água e energia pesam o custo de vida em BH

Itens estão entre os que mais tiveram influência sobre a inflação de agosto O aumento de 7,35% no custo do plano de saúde individual foi a principal contribuição para a alta da inflação em Belo Horizonte em agosto. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 40 salários mínimos, subiu 0,22% em relação a julho, segundo pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Ipead). Além do reajuste do plano de saúde, definido em julho pela Agência Nacional de Saúde (ANS), a variação de 3,89% na tarifa de energia elétrica residencial influenciou no resultado. Em agosto, a bandeira tarifária foi vermelha, com […]

Continue lendo...

Inflação aumenta 0,22% em agosto na capital

O custo de vida em Belo Horizonte subiu 0,22% em agosto, na comparação com o mês de julho, impulsionado principalmente pelas altas de 1,13% para produtos administrados e de 3,21% no grupo de saúde e cuidados pessoais. O item plano de saúde individual foi o que mais contribuiu, com elevação de 7,35% no mês. No ano, a inflação acumulada é de 3,44% e, nos últimos 12 meses, chegou a 4,24%, próximo ao centro da meta de 4,25% definida pelo Conselho Monetário Nacional para o ano de 2019.  O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e o Índice de Preços ao Consumidor Restrito (IPCR) foram divulgados ontem pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais, vinculada […]

Continue lendo...

Divulgação dos índices do mês de agosto de 2019 – Fundação IPEAD/UFMG

Bom dia, É com muita satisfação que o IPEAD/UFMG – Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de MG vem até este veículo de comunicação divulgar, em primeira mão, os resultados dos estudos/pesquisas realizadas no mês de agosto de 2019 e disponibiliza profissionais especialistas para atender às suas demandas e prestar os esclarecimentos necessários. Destaques: O custo de vida em Belo Horizonte, medido pelo IPCA e pelo IPCR, subiu 0,22% no mês de agosto/2019 ao ser comparado com o mês de julho. O resultado foi obtido a partir da pesquisa de preços dos produtos/serviços que são agrupados em 11 itens agregados. Os maiores destaques do mês, em termos de variação, foram as altas de 3,21% para Saúde e cuidados pessoais e de 1,13% para Produtos administrados. O mês de agosto permaneceu com a inflação acumulada nos […]

Continue lendo...

Preços da cerveja e do tira-gosto salgam a balada e ‘seguram’ jovem em casa

A advogada Izabela Caldeira, de 28 anos, reduziu o número de saídas para prosear com as amigas nas noites de Belo Horizonte. “Costumava encontrá-las em barzinhos seis vezes ao mês. Hoje, são apenas duas vezes e olhe lá”. A mudança de hábito se deve a uma espécie de inflação da balada. Os preços de alguns produtos e serviços em estabelecimentos especializados no público noturno dispararam acima da inflação geral, como revela levantamento da Fundação Ipead/UFMG feito a pedido do Hoje em Dia. No período dos últimos 12 meses, encerrado em julho, a inflação medida pelo Ipead na “capital dos botecos” foi de 3,98%. Já o preço da cerveja nos bares e similares subiu 11,13%, quase o triplo. A alta da gelada neste […]

Continue lendo...

Custo de vida em Belo Horizonte aumentou em julho em relação a junho

A rádio Itatiaia por meio da repórter Mônica Miranda entrevistou a Coordenadora de Pesquisa e Desenvolvimento da Fundação IPEAD-UFMG, Thaize Martins, e repercutiu dados da pesquisa do IPC (Índice de Preços ao Consumidor). Ouça a entrevista completa clicando abaixo: Fonte: Rádio Itatiaia – Publicado em 05/08/2019 – Repórter Mônica Miranda.

Continue lendo...

IPCA registra alta de 0,68% em julho em Belo Horizonte

O período de férias escolares impactou o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de Belo Horizonte no mês de julho. Com um aumento de 27,53%, as excursões representaram a maior contribuição para a variação positiva de 0,68% do índice geral na quarta quadrissemana do mês. A tarifa de energia elétrica residencial também ajudou a impulsionar o IPCA e, de acordo com os dados da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Ipead), registrou aumento de 2,39% no período com uma contribuição de 0,08 p.p. na variação do índice. A coordenadora de pesquisa e desenvolvimento da Fundação Ipead, Thaize Martins, destaca que esse é um efeito esperado devido à sazonalidade. “A alta temporada de viagens faz […]

Continue lendo...

Custo da cesta básica em BH cai pelo terceiro mês seguido

Pelo terceiro mês consecutivo, o valor da cesta básica registrou recuo em Belo Horizonte, caindo, em julho, para R$ 434,66. A diminuição foi puxada pela queda no preço do tomate, vilão de várias altas neste período.  Os dados são da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Ipead/UFMG). O tomate passou a valer menos, com queda de 7,8%, em razão da chegada de nova safra, o que aumentou a oferta no mercado.  “Na comparação com junho, o recuo no preço da cesta básica foi de 0,83%”, disse a coordenadora de Pesquisa e Desenvolvimento da Fundação Ipead/UFMG, Thaize Martins.  Desta forma, em relação ao salário mínimo (R$ 998), o valor da cesta corresponde a 43,55%.  Em junho, […]

Continue lendo...