Alimentos in natura e tarifa de ônibus pressionam a inflação das famílias que recebem até 5 salários mínimos em BH

A Fundação IPEAD, que comemora 75 anos, divulga os resultados dos índices de inflação em Belo Horizonte da terceira prévia de janeiro de 2024. Destaques: – IPCA-BH sobe 1,87%, acelerando em relação à semana anterior. – Inflação sentida pelas famílias de 1 a 5 salários mínimos, captada pelo IPCR, acelera para 2,42%. – Preços da Tarifa de ônibus urbano, Empregado doméstico e Excursões contribuem para alta da inflação. – Queda nos Preços do Automóvel novo ajudou a segurar a inflação. – Inflação acumulada nos últimos 12 meses pelo IPCA BH está em 6,81% e pelo IPCR está em 6,71%. Salientamos que os responsáveis pelas pesquisas estão à disposição para esclarecer dúvidas, gravar matéria específica para seu veículo de comunicação e agendar inserções em programas ao vivo, caso haja interesse. Atenciosamente, Renato Mogiz SilvaEconomista – Superintendente GeralFundação IPEAD/UFMG – Fundação Instituto de PesquisasEconômicas, Administrativas e […]

Continue lendo...

Repercussão da pesquisa da Inflação – 2º IPC de janeiro de 2024

O IPEAD/UFMG, por meio do economista Diogo Santos concedeu entrevista a rádio Inconfidência e repercutiu os resultados da pesquisa da Inflação de Belo Horizonte referente a 2ª quadrissemana de janeiro de 2024. Fonte: Rádio Inconfidência – Boletim 12h AM – FM em 21/01/2024 – reportagem Gustavo Abreu.Fonte: Rádio Inconfidência – Boletim 08 AM – FM em 22/01/2024 – reportagem Gustavo Abreu.

Continue lendo...

Excesso de chuvas aumenta inflação dos alimentos

Alimentos in natura, como frutas, verduras e legumes, apresentam alta expressiva desde novembro As mudanças climáticas têm afetado a economia mundial de diversas maneiras. E é no preço dos alimentos que os efeitos do clima são bastante perceptíveis para a população. O fim do ano passado e começo de 2024 reservou um aumento na inflação dos alimentos, o que economistas creditam ao volume de chuvas acima do normal que interferiu na produção do campo. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de Belo Horizonte avançou 1,61% na segunda quadrissemana do mês, período de 16 de dezembro a 15 de janeiro. O crescimento teve boa contribuição do grupo alimentação, com alta de 2,12%. Por sua vez, o principal responsável pela […]

Continue lendo...

IPCA BH continua em crescimento na segunda prévia de janeiro

A Fundação IPEAD, que comemora 75 anos, divulga os resultados dos índices de inflação em Belo Horizonte da segunda prévia de janeiro de 2024. Destaques: – IPCA-BH sobe 1,61%, acelerando em relação à semana anterior. – Inflação sentida pelas famílias de 1 a 5 salários mínimos, captada pelo IPCR, acelera para 1,93%. – Preços das Excursões, Tarifa de ônibus urbano e Empregado doméstico contribuem para alta da inflação. – Queda nos Preços do Automóvel novo ajudou a segurar a inflação. – Inflação acumulada nos últimos 12 meses pelo IPCA BH está em 6,65% e pelo IPCR está em 6,31%. Salientamos que os responsáveis pelas pesquisas estão à disposição para esclarecer dúvidas, gravar matéria específica para seu veículo de comunicação e agendar inserções em programas ao vivo, caso haja interesse. Atenciosamente, Renato Mogiz SilvaEconomista – Superintendente GeralFundação IPEAD/UFMG – Fundação Instituto de PesquisasEconômicas, Administrativas e Contábeis […]

Continue lendo...

IPCA de Belo Horizonte avança 1,18% na primeira prévia de 2024

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de Belo Horizonte registrou um aumento de 1,18% na primeira quadrissemana de janeiro (do dia 8 de dezembro de 2023 a 7 de janeiro de 2024), na comparação com o período anterior. É o que mostra a pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Ipead). Esse resultado foi puxado pelo grupo de produtos não alimentares, que avançou 0,85%. Dentre os subgrupos, o grande destaque foi o dos produtos pessoais, que subiram 0,89%, influenciados, principalmente, pela alta nas despesas pessoais (1,17%). Já o grupo da alimentação registrou um avanço superior no período, com alta de 2,76% frente à semana anterior. Esse resultado foi puxado pelo aumento observado […]

Continue lendo...

Inflação em BH começa 2024 em aceleração

A Fundação IPEAD, que comemora 75 anos, divulga os resultados dos índices de inflação em Belo Horizonte da primeira prévia de janeiro de 2024. Destaques: – IPCA-BH sobe 1,18%, acelerando em relação à semana anterior. – Inflação sentida pelas famílias de 1 a 5 salários mínimos, captada pelo IPCR, acelera para 1,54%. – Preços das Excursões, Tarifa de ônibus urbano e Refeição fora de casa contribuem para alta da inflação. – Queda nos Preços do Seguro voluntário de veículos ajudaram a segurar a inflação. – Inflação acumulada nos últimos 12 meses pelo IPCA BH está em 6,83% e pelo IPCR está em 6,10%. Salientamos que os responsáveis pelas pesquisas estão à disposição para esclarecer dúvidas, gravar matéria específica para seu veículo de comunicação e agendar inserções em programas ao vivo, caso haja interesse. Atenciosamente, Renato Mogiz SilvaEconomista – Superintendente GeralFundação IPEAD/UFMG – Fundação Instituto de […]

Continue lendo...

Inflação está controlada, mas preços continuam altos para o consumidor

Economistas explicam por que, mesmo que a inflação esteja controlada, continua difícil pagar todas as contas O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou o ano de 2023 em 4,62%, conforme divulgação feita nesta quinta-feira (11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O valor da inflação ficou abaixo do limite da meta definida pelo Banco Central (de 4,75%) pela primeira vez em três anos. Mas isso não quer dizer que o consumidor não esteja mais passando sufoco para pagar todas as suas contas. Não ultrapassar o teto estabelecido indica uma estabilidade na inflação do país, mas isso não quer dizer que os produtos voltaram a ter o mesmo patamar de preços de antes da pandemia de […]

Continue lendo...