Divulgação dos índices do mês de maio de 2019 – Fundação IPEAD/UFMG

É com muita satisfação que o IPEAD/UFMG – Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de MG vem até este veículo de comunicação divulgar, em primeira mão, os resultados dos estudos/pesquisas realizadas no mês de maio de 2019 e disponibiliza profissionais especialistas para atender às suas demandas e prestar os esclarecimentos necessários. Destaques: O custo de vida em Belo Horizonte, medido pelo IPCA e pelo IPCR, subiu 0,27% no mês de maio/2019 ao ser comparado com o mês de abril. O resultado foi obtido a partir da pesquisa de preços dos produtos/serviços que são agrupados em 11 itens agregados. Os maiores destaques do mês, em termos de variação, foram as as altas de 6,63% para Vestuário e complementos, de 4,34% para Bebidas em bares e restaurantes e de 1,01% para Encargos e manutenção. Adicionalmente, destaca-se que […]

Continue lendo...

Preço ‘oficial’ da gasolina em Minas é o mais alto do Brasil

Valor é usado como referência para a cobrança do ICMS sobre o combustível  Minas Gerais tem o maior preço de referência para o cálculo do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da gasolina comum no país: R$ 5,0473, por litro. É o chamado Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF), que passou a vigorar nesta quinta-feira (17). Antes, o preço considerado para tributação era de R$ 4,9516.  A tabela com os valores a serem usados como referência pelas unidades federativas do país foi divulgada pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz). Depois de Minas, o Acre ocupa a segunda posição entre os preços médios ponderados mais altos do país (R$ 5,0226), seguido pelo Rio Grande de Norte […]

Continue lendo...

Promoção é aposta para estimular mais gasto em shoppings

‘Comprou, ganhou’ e sorteio de brindes incentivam tíquete médio mais alto Para atrair o consumidor no mês das mães, shoppings de Belo Horizonte e região metropolitana oferecem brindes e participação em sorteios de viagens, vale-compras, móveis e carros. E para participar, basta comprar um valor estabelecido pelo centro de compras, que varia de R$ 150 a R$ 550,dependendo do local. O funcionário público José Geraldo Pereira Leal admite que as promoções estimulam a gastar mais. “Comprei presentes de Dia das Mães para minha esposa e minha nora. Ainda faltam alguns”, diz. A engenheira civil Vivian da Silva de Jesus afirma que não éconsumista, mas, para participar de um sorteio, se estiver faltando pouco e oproduto for necessário, ela completa o […]

Continue lendo...

46,24% do salário mínimo -Em BH, cesta básica registra o maior valor para o mês de abril desde 1994.

A TV Globo Minas por meio do jornal MGTV 1ª edição entrevistou a Coordenadora de Pesquisa e Desenvolvimento da Fundação IPEAD/UFMG, Thaize Martins, e repercutiu a pesquisa da Cesta Básica de Belo Horizonte. Clique abaixo e assista a entrevista completa: Fonte: TV Globo Minas por meio do jornal MGTV 1ª Edição – Publicado em 10 de maio de 2019.

Continue lendo...

BH tem queda de preços em abril, mas consumidor não sente

A TV Rede Minas por meio do Jornal Minas entrevistou a Coordenadora de Pesquisa e Desenvolvimento, Thaize Martins, e repercutiu a pesquisa da Cesta Básica realizada pela Fundação IPEAD/UFMG.  Assista a entrevista completa clicando abaixo:  Fonte: TV Rede Minas por meio do Jornal Minas – Publicado em 03 de maio de 2019.

Continue lendo...

Cesta básica sobe 1,15% e bate recorde na Capital

O custo de vida em Belo Horizonte registrou queda em abril,com o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) recuando 0,07% em relação a março. Mas a retração não foi suficiente para garantir a redução do preço da cesta básica, que subiu 1,15%, alcançando R$ 461,46, sendo esse o maior valor da série histórica iniciada em 1994.  Em março, a cesta básica já havia atingindo o preço mais alto da série (R$ 456,23). Os dados foram divulgados na sexta-feira (03) pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas Administrativas e Contábeis de Minas Gerais, ligada à Universidade Federal de Minas Gerais (Ipead/UFMG).  De acordo com a coordenadora de pesquisa do Ipead, Thaize Martins, os produtos que mais impactaram para a alta na […]

Continue lendo...

Filhos pretendem gastar menos em presentes neste Dia das Mães

Pesquisa mostra que 65,2% dos entrevistados têm intenção de comprar algo, mas devem gastar menos que em 2018 O presente do Dia das Mães, segunda melhor data do varejo, está garantido, mas sem comprometer o orçamento familiar. Este ano, os filhos vão presentear mais as mães em relação ao ano passado. O valor investido, entretanto, será menor. É o que mostrou a pesquisa de pretensão de compra para o Dia das Mães divulgada ontem pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Ipead-MG). O levantamento indicou que 65,2% dos entrevistados querem comprar um agrado para a mãe ou pessoa próxima na data comemorativa, percentual maior do que o observado em 2018. No ano passado, 59,5% dos […]

Continue lendo...

Comércio de BH espera vendas para o Dia das Mães no mesmo patamar de 2018

A Rádio Itatiaia entrevistou a Coordenadora de Pesquisa e Desenvolvimento da Fundação IPEAD/UFMG, Thaize Martins, e repercutiu a Pesquisa do Dias da Mães. Ouça a entrevista completa clicando abaixo: Fonte: Rádio Itatiaia – Publicado em 05 de maio de 2019 por Alessandra Mendes. 

Continue lendo...

Convite para Coletiva – Divulgação índices do mês de abril de 2019 + Pesquisa especial Dia das Mães – Fundação IPEAD/UFMG

É com muita satisfação que o IPEAD/UFMG – Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de MG convida este importante veículo de comunicação para a coletiva de divulgação dos resultados dos estudos/pesquisas realizadas no mês de abril de 2019, incluindo a pesquisa especial sobre a pretensão de compra para o Dia das Mães.  A Fundação disponibiliza profissionais especialistas para atender às suas demandas e prestar os esclarecimentos necessários. Destaques da coletiva: Neste período foi realizada uma pesquisa especial sobre a pretensão de compra para o Dia das Mães, que se mostrou estar menos aquecido em relação à 2018. O volume transacionado no mercado, decorrente desta data, será aproximadamente 1,36% inferior ao do ano passado, apesar de ser registrado um número maior de pessoas com a intensão de comprar presentes em 2019. O […]

Continue lendo...